• notavelabrantes

Olhares | Da vila de Abrantes a cidade

12 de outubro de 1910.



No dia 12 de outubro de 1910 José Maria Pereira dirige ao Dr. Bernardino Machado uma carta onde diz: "Quando de um comício à cerca de 3 anos, que eu tive o prazer de fazer com V. Exª e os nossos correligionários Dr. António José de Almeida, Dr. Brito Camacho e outros, em Abrantes, minha terra natal, V. Exª tomou o compromisso para com os meus conterrâneos de que, quando fosse proclamada a República, a Vila de Abrantes, seria elevada à categoria de cidade, em reconhecimento dos assinalados serviços prestados à causa da República.

Venho agora recordar-lhe este facto, para quando o governo tiver dias mais calmos, pensar neste compromisso, que eu, como Abrantino, e devotado amigo da minha terra, muito desejaria ver cumprido." (1)


_________________


Outras datas (2):


- 28/06/1914 - "Bernardino Machado redige e assina o primeiro pedido de elevação da vila de Abrantes a cidade, enviando à mesa do parlamento o que veio a concretizar-se em projeto de lei nº 347-E."


- 12/07/1915 - "Com Bernardino Machado na presidência da República, foi apresentado na sessão do Parlamento, por intermédio do deputado abrantino João José Luís Damas, o projeto de lei nº 14-H de que propõe a renovação da iniciativa do projeto de lei nº 347-E. Este projeto baixou à Comissão de Administração Pública, com parecer favorável. O deputado Adriano Gomes Ferreira Pimenta foi nomeado como relator, tendo essas funções sido desempenhadas pelo deputado João Soares (pai do antigo presidente da República Dr. Mário Soares)."


- 22/05/1916 - "A Câmara tomou conhecimento oficial por telegrama do Dr. João José Luís Damas e do Senador António Maria Baptista que o Congresso da República deliberou em reunião de 20 de maio, elevar Abrantes à categoria de cidade. Coube a Manuel Lopes Valente Júnior apresentar a proposta."


- 14/06/1916 - "O Diário da República nº 118 publicava a lei nº 601, assinada pelo presidente da República Portuguesa Dr. Bernardino Machado, com a elevação de Abrantes a cidade. Nesse dia “realizou-se uma imponente manifestação que percorreu as principais ruas, dando-se vivas ao presidente da República, ao deputado João José Luís Damas, ao Partido Democrático, á Câmara Municipal, sendo lançados bastantes foguetes”."


Fontes:

(1) "Cronologia de Abrantes no século XX", de Eduardo Campos

(2) http://www.cidadecentenaria.cm-abrantes.pt/



+ sobre Abrantes.


Acompanhe o Notável Abrantes no Facebook e Instagram!

50 visualizações
Sobre nós

Aqui

 

2020 Criado por www.momentosdigitais.com