• notavelabrantes

#patrocinado | Poeta António Botto

#asuavisitapodeesperar


Vítima de acidente de viação, morre no Rio de Janeiro, no dia 16 de março de 1959, o poeta António Tomás Botto. Nascera na Concavada a 17 de agosto de 1897.


"António Botto nasceu em 1897 no concelho de Abrantes, em meio proletário, e ainda em criança foi viver para Lisboa. A sua estreia literária dá-se em 1921, ano em que é publicada a primeira edição de Canções, com prefácio de Teixeira de Pascoaes, obra inovadora na lírica portuguesa e que na época causou grande polémica pelo seu teor explicitamente homossexual. Além de poeta, Botto foi também contista e dramaturgo. Os seus contos infantis foram traduzidos para inglês (1935) e irlandês (1941), e parte da sua obra poética foi traduzida por Fernando Pessoa com o título Songs, em 1948. Pessoa foi também seu editor e defensor crítico, tendo o ensaio «António Botto e o Ideal Estético em Portugal» (Contemporânea, 1922) influenciado fortemente a receção crítica da sua poesia. Ostracizado em Portugal, Botto radicou-se no Brasil em 1947, onde passou tempos muito difíceis, vindo a morrer de atropelamento no Rio de Janeiro, em 1959." (1)


Fonte:

(1) assirio.pt

+ sobre Alvega e Concavada.


Visite o nosso canal no Youtube: aqui.

Acompanhe o Notável Abrantes no Facebook e Instagram!

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo